Jump to content
Ultimaker Community of 3D Printing Experts
rafael

ALGUM BRASILEIRO??

Recommended Posts

O material breakaway suponho que seja o PVA, certo? Pelo que leio aqui deve ser usado o Core BB, que foi projetado para esse material. Nas fotos acima o material que não aderiu bem é o solúvel ou foi o PLA? O solúvel é da Ultimaker ou outro fabricante? E o PLA? Desculpe te encher de perguntas mas existem diferenças de regulagens até entre cores diferentes do mesmo material e do mesmo fabricante.  

 

Com relação a velocidade vejo que está utilizando 70mm/s (print speed) e 20mm/s (outer wall speed). Tenha em mente não variar tão bruscamente a velocidade.  A variação deve ser de no máximo 20% para evitar imperfeições nas paredes externas. Ao usar um volume maior de plástico a velocidade deverá ser reduzida. Uma conta que você tem que ter em mente é o volume cúbico de plástico, que é calculada desta forma: tamanho do bico/nozzle x altura da camada x velocidade = cm^3/s

Neste caso: 0.4mm x 0.15mm x 70mm/s = 4,2cm^3/s  

OK, normalmente as Ultimakers trabalham bem até 7cm^3/s com objetos fáceis de imprimir, sem muitas retrações. A medida que as retrações aumentam a chance de entupir o bico aumenta também e a possibilidade de extrusão com falhas de volume. Se notar falhas, chamadas de "underextrusion" reduzir a velocidade. Para obter qualidade e acabamentos excelentes trabalhar até aprox. 3,0cm^3/s. Esse parâmetro é utilizado para as UM2 e UM2+, não tenho certeza se a aplicação na UM3 é exatamente essa mas acredito que sim, para ter certeza é necessário aprofundar a pesquisa aqui no fórum. A máquina é excelente, uma das melhores do mercado, e estas dificuldades são naturais da tecnologia FDM... a Ultimaker atinge esse volume, poucas no mercado conseguem chegar perto desse valor/volume. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 hours ago, Roberto-Resende said:

nao sei onde fica também.  obrigado 

 

antigamente tinha uma opção "expert settings"... e procure "first layers speed". Tente reduzir a primeira camada para 40-50% da velocidade. Temperatura suba 5 graus, só na primeira camada também. Para PLA fan (ventoinha) desligada na primeira camada, layer width pode aumentar um pouco também para melhorar adesão. ?

Edited by fergazz

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 hours ago, fergazz said:

O material breakaway suponho que seja o PVA, certo? Pelo que leio aqui deve ser usado o Core BB, que foi projetado para esse material. Nas fotos acima o material que não aderiu bem é o solúvel ou foi o PLA? O solúvel é da Ultimaker ou outro fabricante? E o PLA? Desculpe te encher de perguntas mas existem diferenças de regulagens até entre cores diferentes do mesmo material e do mesmo fabricante.  

 

Com relação a velocidade vejo que está utilizando 70mm/s (print speed) e 20mm/s (outer wall speed). Tenha em mente não variar tão bruscamente a velocidade.  A variação deve ser de no máximo 20% para evitar imperfeições nas paredes externas. Ao usar um volume maior de plástico a velocidade deverá ser reduzida. Uma conta que você tem que ter em mente é o volume cúbico de plástico, que é calculada desta forma: tamanho do bico/nozzle x altura da camada x velocidade = cm^3/s

Neste caso: 0.4mm x 0.15mm x 70mm/s = 4,2cm^3/s  

OK, normalmente as Ultimakers trabalham bem até 7cm^3/s com objetos fáceis de imprimir, sem muitas retrações. A medida que as retrações aumentam a chance de entupir o bico aumenta também e a possibilidade de extrusão com falhas de volume. Se notar falhas, chamadas de "underextrusion" reduzir a velocidade. Para obter qualidade e acabamentos excelentes trabalhar até aprox. 3,0cm^3/s. Esse parâmetro é utilizado para as UM2 e UM2+, não tenho certeza se a aplicação na UM3 é exatamente essa mas acredito que sim, para ter certeza é necessário aprofundar a pesquisa aqui no fórum. A máquina é excelente, uma das melhores do mercado, e estas dificuldades são naturais da tecnologia FDM... a Ultimaker atinge esse volume, poucas no mercado conseguem chegar perto desse valor/volume. 

 

bom dia.

o breakaway que é o suporte, que é de fácil remoção (  https://ultimaker.com/en/products/materials/breakaway )  ( https://ultimaker.com/en/resources/52121-how-to-print-with-ultimaker-breakaway) , esse material que não aderiu na mesa.

pva que é solúvel em água , não estou usando.

a velocidade só fiz para teste,  estou usando máxima 50 mm/s . 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 hours ago, fergazz said:

 

antigamente tinha uma opção "expert settings"... e procure "first layers speed". Tente reduzir a primeira camada para 40-50% da velocidade. Temperatura suba 5 graus, só na primeira camada também. Para PLA fan (ventoinha) desligada na primeira camada, layer width pode aumentar um pouco também para melhorar adesão. ?

achei aqui, vou testar. obrigado.

 

esta conforme abaixo

 

image.thumb.png.30d2233f32b27611c38dfd547b3ee975.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Roberto-Resende said:

achei aqui, vou testar. obrigado.

 

esta conforme abaixo

 

image.thumb.png.30d2233f32b27611c38dfd547b3ee975.png

Ah ok, nunca trabalhei com esse material Breakaway.

 

Uma dica para a regulagem do wall thickness, usando o bico 0.4 faça sempre múltiplo desse valor, wall thickness 0.8mm, 1.2mm e assim por diante.

Top e bottom layer tem que variar de acordo com o tamanho da camada... sendo 2.0mm thickness terá 10 camadas de 0.2mm. Entre 1.0mm e 1.2mm está de bom tamanho, maior que isso só se quiser fazer a peça suportar a uma pressão muito grande ou se o top layer for muito grande e com pouco infill para suportá-lo. Reduzir esse parâmetro vai te fazer poupar um bom tempo.

 

A altura da primeira camada eu iria com um pouco mais de cautela sem mudar temperatura e velocidade do primeiro layer. Aumentaria no máximo até 0.22mm. Mas sugiro procurar por profiles desse material aqui no fórum pois não tenho experiência com ele.  

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 5/8/2018 at 2:20 PM, fergazz said:

Ah ok, nunca trabalhei com esse material Breakaway.

 

Uma dica para a regulagem do wall thickness, usando o bico 0.4 faça sempre múltiplo desse valor, wall thickness 0.8mm, 1.2mm e assim por diante.

Top e bottom layer tem que variar de acordo com o tamanho da camada... sendo 2.0mm thickness terá 10 camadas de 0.2mm. Entre 1.0mm e 1.2mm está de bom tamanho, maior que isso só se quiser fazer a peça suportar a uma pressão muito grande ou se o top layer for muito grande e com pouco infill para suportá-lo. Reduzir esse parâmetro vai te fazer poupar um bom tempo.

 

A altura da primeira camada eu iria com um pouco mais de cautela sem mudar temperatura e velocidade do primeiro layer. Aumentaria no máximo até 0.22mm. Mas sugiro procurar por profiles desse material aqui no fórum pois não tenho experiência com ele.  

@Roberto-Resende, ontem estava na comunidade lendo sobre o novo Cura (3.3) e ví que a altura padrão do primeiro layer é 0.27mm, ou seja, a temperatura já deve ter sido alterada para atingir esse parâmetro. Na verdade pelo que lí o 2.3 ainda não está totalmente estável, mais garantido usar a versão 3.2.1 segundo relatos, até que corrijam os erros que são comuns nos lançamentos de novas versões. 

 

Você mencionou em um dos primeiros posts que está usando a impressora para fundição, e que a utiliza a impressão 3D como matriz para criar o molde na areia, é isso? Esse composto de areia fica em temperatura ambiente antes da infusão do metal líquido ou já é aplicada uma fonte de calor na areia antes do metal ser jogado no bloco? Pergunto isso para te indicar o material mais apropriado para esta aplicação. Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 5/11/2018 at 3:45 PM, fergazz said:

@Roberto-Resende, ontem estava na comunidade lendo sobre o novo Cura (3.3) e ví que a altura padrão do primeiro layer é 0.27mm, ou seja, a temperatura já deve ter sido alterada para atingir esse parâmetro. Na verdade pelo que lí o 2.3 ainda não está totalmente estável, mais garantido usar a versão 3.2.1 segundo relatos, até que corrijam os erros que são comuns nos lançamentos de novas versões. 

 

Você mencionou em um dos primeiros posts que está usando a impressora para fundição, e que a utiliza a impressão 3D como matriz para criar o molde na areia, é isso? Esse composto de areia fica em temperatura ambiente antes da infusão do metal líquido ou já é aplicada uma fonte de calor na areia antes do metal ser jogado no bloco? Pergunto isso para te indicar o material mais apropriado para esta aplicação. Abraço

isso mesmo, uso para fabricar os modelos de fundição. a areia fica em temperatura ambiente antes do metal entrar no molde. 

 

image.thumb.png.e8ab05d41d04f6061aed51d61754ea2e.png

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal. Estou começando a usar filamento PETG com diâmetro 1.75 na UM3 e estou tendo alguns problemas mesmo seguindo as configurações recomendadas pela empresa que vende o filamento. Estou tendo problemas com a retração do filamento que ao retrair não consegue depois voltar ao bico extrusor. Imagino que seja por causa do feeder. Mas regulei de todas as formas possíveis.

Deixei uma imagem para mostrar como regulei a retração. 

 

As referências que usei para o mesmo: https://www.matterhackers.com/articles/retraction-just-say-no-to-oozing

https://3dlab.com.br/como-imprimir-com-o-filamento-petg/

https://www.matterhackers.com/news/how-to-succeed-when-printing-with-petg-filament

https://support.3dverkstan.se/article/30-getting-better-prints#retraction-and-combing

2018-05-17 (1).png

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 hours ago, matheusbnas said:

Olá pessoal. Estou começando a usar filamento PETG com diâmetro 1.75 na UM3 e estou tendo alguns problemas mesmo seguindo as configurações recomendadas pela empresa que vende o filamento. Estou tendo problemas com a retração do filamento que ao retrair não consegue depois voltar ao bico extrusor. Imagino que seja por causa do feeder. Mas regulei de todas as formas possíveis.

Deixei uma imagem para mostrar como regulei a retração. 

 

As referências que usei para o mesmo: https://www.matterhackers.com/articles/retraction-just-say-no-to-oozing

https://3dlab.com.br/como-imprimir-com-o-filamento-petg/

https://www.matterhackers.com/news/how-to-succeed-when-printing-with-petg-filament

https://support.3dverkstan.se/article/30-getting-better-prints#retraction-and-combing

2018-05-17 (1).png

 

Olá @matheusbnas. Imprimir com filamento 1.75mm numa Ultimaker só com adaptação (feeder e print head)... mesmo assim, que eu saiba, só existe adaptação pras UM2 e UM2+ por enquanto. Heated Block http://3dsolex.com/product-category/conversion-2-85-1-75/ 

Feeder http://shop.bondtech.se/en/kits/upgrade-kit-v2-qr-175.html

 

Usar este filamento com diâmetro menor vai ter folga entre o tracionador e o filamento, tanto para empurrar quanto para a retração. Teria que usar um adaptador pro Bowden tube tb, fora o volume de material que reduz significativamente, teria que aumentar o flow proporcionalmente... o pessoal da 3dLab te falou que dá pra usar esse numa Ultimaker? Se sim, sugiro pedir a troca ou reembolso. Aliás, eles dizem que a matéria-prima que usam é da Amphora (Colorfabb) mas ao comparar com os originais, empurrando o filamento manualmente, vejo muita diferença na temperatura e no flow tanto do Ngen quanto do XT (os PetGs da Colorfabb)... definitivamente o PetG deles não é da Amphora, infelizmente. Peguei uns samples de 2.75mm e tenho o Ngen e o XT originais aqui. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutes ago, fergazz said:

mais informações aqui: 

 

 

 

Oi Fernando. Na UM3 tem como usar filamentos 1.75 mm. Conforme a Empresa WishBox confirmou para mim quando ainda estava fazendo a compra da impressora. Eu não encontrei a configuração correta para que o filamento saia do nozzle de forma constante com a retração ativada. Estou verificando no manual se tem algo que possa  me ajudar e também estou entrando em contato com a WishBox.

Alimentador Ultimaker  - Tensao  01.jpg

Alimentador Ultimaker - Tensao 2.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 hours ago, matheusbnas said:

 

 

Oi Fernando. Na UM3 tem como usar filamentos 1.75 mm. Conforme a Empresa WishBox confirmou para mim quando ainda estava fazendo a compra da impressora. Eu não encontrei a configuração correta para que o filamento saia do nozzle de forma constante com a retração ativada. Estou verificando no manual se tem algo que possa  me ajudar e também estou entrando em contato com a WishBox.

Alimentador Ultimaker  - Tensao  01.jpg

Alimentador Ultimaker - Tensao 2.jpg

Olá @matheusbnas, as UM2 e UM2+ tem esse ajuste também mas eles não modificam tanto, servem só para variações de dureza dos filamentos 2.85mm. Necessário aumentar a pressão para filamentos semiflex, nylon, etc e aliviar para filamentos mais rígidos como o PetG, fibra de carbono e etc. Usando o 1.75 o gap fica muito grande, pode ocasionar entupimento severo e até danificar sua UM3. Além de imprimir com baixa qualidade como o @meduza, @gr5 e @neotko relataram no tópico que te encaminhei... melhor confiar neles que no suporte da Wishbox. Abraço

 

edit: esse tópico foi indicado dentro daquele outro, é específico para UM3

 

Edited by fergazz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi pessoal. Alguém sabe me dizer como resolver isso mexendo no cura:

Usei layer height = 0.15 mm e 0.2 mm para as duas peças que fiz respectivamente e obtive o mesmo problema para ambos.

O material testado foi PETG da 3DLAB

20180604_154759.jpg

20180604_154803.jpg

20180604_154809.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Matheus, qual versão do Cura você tá usando?

Esse erro me parece o z-scar. Nada mais é que uma cicatriz, acontece no ponto em que o bico para de imprimir (retração) pra mudar para a outra camada, no movimento do eixo Z. Repare no preview do Cura (use a mesma regulagem, gcode) se o ponto onde ele ocorre é o mesmo da mudança de altura da camada. Se for, é o tal do Z-scar.  

 

Se a cicatriz for um buraco, pela foto parece ser o caso, significa que a distância da retração está muito longa e resulta nesse gap... necessário diminuir o "retraction distance". Nas UM2 a regulagem da distância fica entre 4.5mm-5mm, aconselho a fazer testes com quadrados pequenos para achar o ponto ideal de retração. 

 

Se for um excesso de material significa que a distância da retração está muito curta, necessário reduzir a velocidade para diminuir, também, a pressão, essa seria a maneira mais prática de solucionar o problema... ou aumentar o "retraction distance". 

 

Não sei onde fica essa regulagem da retração no Cura atual, tenho usado o Simplify3D há quase 3 anos. Antigamente ficava no "expert settings". Tem outras maneiras de minimizar isso, alterando alguns padrões no firmware, mas aconselho testar isso antes. 

 

Ví, recentemente, um post do Cura novo falando de uma função nova no "outer wall", que minimiza o z-scar. Não consegui achar o post mas acho que é algo relativo ao z-seam... um dos desenvolvedores do Cura deu uma dica... deve ser nesse post aqui: 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Fernando. Pelo visto é a regulagem do z - scar. Os parâmetros que coloquei aqui foram:

 

Retraction distance = 4 mm (padrão do cura é 6.5 mm)

velocidade de retração = 25 mm / s (padrão é 25 mm /s)

 

z  hop height = 0.02 mm  (padrão é 0.2 mm)

 

Eu deixei a peça a ser impressa se quiser testar. O material a ser usado é PETG.

UM3_novatira.stl

Edited by matheusbnas
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 hours ago, matheusbnas said:

Oi Fernando. Pelo visto é a regulagem do z - scar. Os parâmetros que coloquei aqui foram:

 

Retraction distance = 4 mm (padrão do cura é 6.5 mm)

velocidade de retração = 25 mm / s (padrão é 25 mm /s)

 

z  hop height = 0.02 mm  (padrão é 0.2 mm)

 

Eu deixei a peça a ser impressa se quiser testar. O material a ser usado é PETG.

UM3_novatira.stl

 

Ah, entendi. Por ser Petg você reduziu o retraction distance pra evitar aqueles cabelinhos (também chamados de "stringing") bem pensado. Então tente aumentar um pouco mais essa distância, ache um meio termo entre o 6.5mm e o 4mm. Nas impressoras que não usam tubo bowden (direct drive) essa distância é menor, as vezes perto de 2-3mm, mas pras impressoras como a Ultimaker a distância aumenta mesmo e pelo jeito a UM3 precisa de uma distância ainda maior que as UM2 (padrão 4.5mm) pelo fato da extrusora ser mais comprida com esse Core novo, interessante.

 

A velocidade da retração dá pra chegar até 35mm/s, já ví quem usa a UM3 nessa velocidade do Z... pode ser uma opção aumentar esse parâmetro aos poucos (começaria tentando 30mm/s) se a mudança da retração não surtir grandes mudanças. O z hop é chamado de z lift no Simplify3D, é bom usar pra PetG pois as peças tendem a envergar e isso evita o choque do bico com a peça durante o "travel speed", podendo fazê-la descolar da mesa... mas acho 0.02mm muito pouco, aumentaria isso pra 0.1mm ou um pouco mais já que esse STL tem a base bem pequena e corre o risco dela se soltar da mesa. Esse padrão 0.2 acho bem exagerado, perde-se muito tempo, deve tá setado como padrão pra ABS que enverga mais ainda que o PetG. 

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, fergazz said:

 

Ah, entendi. Por ser Petg você reduziu o retraction distance pra evitar aqueles cabelinhos (também chamados de "stringing") bem pensado. Então tente aumentar um pouco mais essa distância, ache um meio termo entre o 6.5mm e o 4mm. Nas impressoras que não usam tubo bowden (direct drive) essa distância é menor, as vezes perto de 2-3mm, mas pras impressoras como a Ultimaker a distância aumenta mesmo e pelo jeito a UM3 precisa de uma distância ainda maior que as UM2 (padrão 4.5mm) pelo fato da extrusora ser mais comprida com esse Core novo, interessante.

 

A velocidade da retração dá pra chegar até 35mm/s, já ví quem usa a UM3 nessa velocidade do Z... pode ser uma opção aumentar esse parâmetro aos poucos (começaria tentando 30mm/s) se a mudança da retração não surtir grandes mudanças. O z hop é chamado de z lift no Simplify3D, é bom usar pra PetG pois as peças tendem a envergar e isso evita o choque do bico com a peça durante o "travel speed", podendo fazê-la descolar da mesa... mas acho 0.02mm muito pouco, aumentaria isso pra 0.1mm ou um pouco mais já que esse STL tem a base bem pequena e corre o risco dela se soltar da mesa. Esse padrão 0.2 acho bem exagerado, perde-se muito tempo, deve tá setado como padrão pra ABS que enverga mais ainda que o PetG. 

 

 

Valeu Fernando. Vou fazer os testes aqui e te aviso. Outro problema que estou tendo é que a peça não ficou resistente com deveria. Até porque é o filamento mais resistente entre as mais usadas ( PLA e ABS). O wall Thickness usei 2 mm para fazer com que a peça fique mais resistente e também usei infill com 60 %.

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 hours ago, matheusbnas said:

Valeu Fernando. Vou fazer os testes aqui e te aviso. Outro problema que estou tendo é que a peça não ficou resistente com deveria. Até porque é o filamento mais resistente entre as mais usadas ( PLA e ABS). O wall Thickness usei 2 mm para fazer com que a peça fique mais resistente e também usei infill com 60 %.

 

dá pra aumentar a resistência na direção do layer (horizontal) subindo a temperatura... isso faz aumentar a adesão entre as camadas mas pode acarretar em stringing (cabelinhos). Mas como essa peça só usa retração pra mudar a altura do layer acho que não terá problema com isso... só se vc for imprimir várias peças ao mesmo tempo. Qual temperatura vc tá usando? faça sempre modificações sutis pra não ter reações indesejadas

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

ah, outra coisa. dá pra mudar a orientação da peça tb... se vc imprimí-la deitada ela terá maior resistência lateral. Não sei exatamente que tipo de funcionalidade essa peça terá. Sabe me dizer qual direção sofrerá maior pressão? Vou sair agora mas na volta farei um desenho mostrando a questão da resistência x direção das camadas. Abraço!

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou usando a temperatura a 240 graus. 

 

Mas o que você disse em relação a posição da peça tem tudo haver. Eu estou imprimindo a peça em pé com a parte maior na base de vidro.

 

Agora vou imprimir de lado para ver como vai ficar a resistência.

 

Essa peça é um conjunto de peças que forma uma base temaki. Quero imprimir 8 tiras dessas seguidas. Na conta do Fusion da para  ver como fica a peça final.

Share this post


Link to post
Share on other sites

1485777615_Resistncialayer.thumb.jpg.eb8f47301e87e4b1467f120ec5de7516.jpg

 

211025859_Resistncialayer2.thumb.jpg.82cb76b61edbe3c82e642c072da2c489.jpg

 

A menor resistência se dá por maior possibilidade de delaminação da peça. 

 

240 né, ok. A altura do layer imagino que seja 0.15 (primeira foto) e 0.2 (nas 2 últimas fotos). Aumente um pouco a temperatura então, + 2 ou 3 graus... nunca ultrapasse o valor máximo da UM3, nas UM2 o máximo é 255 (sem modificações). Sabe qual é o máximo na UM3? 

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 5/7/2018 at 3:21 PM, fergazz said:

O material breakaway suponho que seja o PVA, certo? Pelo que leio aqui deve ser usado o Core BB, que foi projetado para esse material. Nas fotos acima o material que não aderiu bem é o solúvel ou foi o PLA? O solúvel é da Ultimaker ou outro fabricante? E o PLA? Desculpe te encher de perguntas mas existem diferenças de regulagens até entre cores diferentes do mesmo material e do mesmo fabricante.  

 

Com relação a velocidade vejo que está utilizando 70mm/s (print speed) e 20mm/s (outer wall speed). Tenha em mente não variar tão bruscamente a velocidade.  A variação deve ser de no máximo 20% para evitar imperfeições nas paredes externas. Ao usar um volume maior de plástico a velocidade deverá ser reduzida. Uma conta que você tem que ter em mente é o volume cúbico de plástico, que é calculada desta forma: tamanho do bico/nozzle x altura da camada x velocidade = cm^3/s

Neste caso: 0.4mm x 0.15mm x 70mm/s = 4,2cm^3/s  

OK, normalmente as Ultimakers trabalham bem até 7cm^3/s com objetos fáceis de imprimir, sem muitas retrações. A medida que as retrações aumentam a chance de entupir o bico aumenta também e a possibilidade de extrusão com falhas de volume. Se notar falhas, chamadas de "underextrusion" reduzir a velocidade. Para obter qualidade e acabamentos excelentes trabalhar até aprox. 3,0cm^3/s. Esse parâmetro é utilizado para as UM2 e UM2+, não tenho certeza se a aplicação na UM3 é exatamente essa mas acredito que sim, para ter certeza é necessário aprofundar a pesquisa aqui no fórum. A máquina é excelente, uma das melhores do mercado, e estas dificuldades são naturais da tecnologia FDM... a Ultimaker atinge esse volume, poucas no mercado conseguem chegar perto desse valor/volume. 

 

On 5/11/2018 at 3:45 PM, fergazz said:

@Roberto-Resende, ontem estava na comunidade lendo sobre o novo Cura (3.3) e ví que a altura padrão do primeiro layer é 0.27mm, ou seja, a temperatura já deve ter sido alterada para atingir esse parâmetro. Na verdade pelo que lí o 2.3 ainda não está totalmente estável, mais garantido usar a versão 3.2.1 segundo relatos, até que corrijam os erros que são comuns nos lançamentos de novas versões. 

 

Você mencionou em um dos primeiros posts que está usando a impressora para fundição, e que a utiliza a impressão 3D como matriz para criar o molde na areia, é isso? Esse composto de areia fica em temperatura ambiente antes da infusão do metal líquido ou já é aplicada uma fonte de calor na areia antes do metal ser jogado no bloco? Pergunto isso para te indicar o material mais apropriado para esta aplicação. Abraço

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Just now, Roberto-Resende said:

Boa tarde

 

Uso a ultimaker 3,  qual o bico maior que tem para esse modelo?   com o bico maior consigo acelerar o tempo de impressao?  alguem pode ajudar por favor.

 

Sim, com o bico maior você ganha tempo. Acredito que tenha de 0.8mm de diâmetro, provavelmente farão outros tamanhos mais pra frente. Mas tenha em mente que aumentando o tamanho do bico você piora a resolução no eixo X, Y. Pra algumas aplicações isso pode não fazer diferença mas pra peças com detalhes minuciosos isso vai te gerar uma imprecisão na resolução. 

 

Esse upgrade da 3dSolex tem na loja do @gr5, nos EUA, confira esse link: https://thegr5store.com/store/index.php/um3upg/ultimaker-3-core-hardcore-with-two-nozzles-pilot-read-full-description-please.html

 

 

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

outra coisa, tem uma função nova no Cura que pode te ajudar a ganhar tempo, o layer adaptive. Acho que ainda tá em fase experimental mas pelo benefício vale fazer uns testes... ele ajusta automaticamente o tamanho (altura) dos layers de acordo com a necessidade da peça. Tem um vídeo em inglês dessa nova função, dê uma olhada: 

 

Edited by fergazz
correção ortográfica
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Our picks

    • Introducing Ultimaker Cura 3.6 | Beta
      Ultimaker Cura 3.6 | Beta is available. It comes with new features, bug fixes, and UX improvements. We would really like to have your feedback on it to make our stable release as good as it can be. As always, you can download the beta for free from our website, for Windows, MacOS, and Linux.
        • Like
      • 95 replies
    • Print Core CC | Red for Ruby
      Q: For some users, abrasive materials may be a new subject matter. Can you explain what it is that makes a material abrasive when you are not sure which print core to use?
      A: Materials which are hard in a solid piece (like metals, ceramics and carbon fibers) will generally also wear down the nozzle. In general one should assume...
        • Like
      • 30 replies
    • "Back To The Future" using Generative Design & Investment Casting
      Designing for light-weight parts is becoming more important, and I’m a firm believer in the need to produce lighter weight, less over-engineered parts for the future. This is for sustainability reasons because we need to be using less raw materials and, in things like transportation, it impacts the energy usage of the product during it’s service life.
        • Like
      • 12 replies
×

Important Information

Welcome to the Ultimaker Community of 3D printing experts. Visit the following links to read more about our Terms of Use or our Privacy Policy. Thank you!